fbpx
Fechar
Clínica Splendere, HotHeads, Manutenção, Porque Tirei?

Porque eu tirei os HotHeads?

14 jun 2014
Quem me acompanha, pelo blog ou pelo instagram, sabe que fazia quase dois meses que estava usando um aplique adesivo chamado HotHeads (pra saber  direitinho o que é, clique aqui). Depois de passar esse tempo usando, e estar super bem adaptada, resolvi tirá-lo, pelo menos temporariamente. Acho que é bacana dizer pra vocês o motivo de ter tirado, já que disse o motivo de ter colocado, né? E também quero contar como foi o período em que usei.
Cabelo com HotHeads, super volumoso, loiro e cheio.
ADAPTAÇÃO
Minha adaptação foi incrível. Assim que coloquei, estranhei o volume, Sério, era muito, muito cabelo numa cabeça só. Fiquei com um pouco de dor de cabeça no primeiro momento, porque os adesivos são colocados bem próximos da raiz e fazem uma pequena pressão. Dois dias depois, passou o incômodo de ter algo grudado bem próximo ao meu couro cabeludo, e uma semana depois já estava super adaptada, achando que aquilo tudo tinha nascido de mim #doceilusão.
CUIDADOS
Nas primeiras noites, fiz uma trança, para não embaraçar. Esse é um cuidado essencial, que deve ser feito sempre, mas pra variar… Só fiz no início. Não senti dificuldade nenhuma. Pra lavar era normal, o processo de pentear também. As pessoas têm a impressão de que não dá pra passar o pente direito, mas dá, tranquilamente. Você só tem de ter cautela, delicadeza, porque afinal, o cabelo custa dinheiro, e todo cuidado é precioso pra que a duração seja maior.
Hidratava o cabelo pelo menos a cada 15 dias, pois é preciso ter zelo. Ninguém quer ver seu rico dinheirinho no lixo, né? Eu também não. Barato não é, por isso, é essencial fazer tratamentos. Cauterizar também é essencial. Ah, e nesse tempo todo, só matizei o cabelo uma vez.
DIFICULDADES
Minha única dificuldade (a única, juro!) era desembaraçar. Senti que o cabelo do hotheads embaraça bem mais do que o meu. Mas isso é normal, né? O meu cabelo recebe os nutrientes do meu corpo. É mais hidratado, mais vivo. O cabelo do hH é muito bom também, mas apesar de ser muito bem cuidado, é um cabelo morto. Essa é a maior diferença entre os dois. E lembrando que o aplique é feito de cabelo indiano natural, que provavelmente não iria ter a mesma textura que o meu.
LAVAGEM
Sempre ia ao salão pra lavar o cabelo, porque sou muito preguiçosa pra lavar em casa. Independentemente de qualquer coisa, eu prefiro que lavem meu cabelo. Estava lavando menos, porque quando pensava em desembaraçar tudo aquilo sozinha, desistia… Não era coisa de outro mundo, mas os profissionais do Splendere tinham uma mágica de fazer tudo muito rápido, e sem dor. Se fosse eu? Quase arranco minha cabeça fora, porque paciência não é o meu forte. Quanto mais penteava, mais engodava tudo. Impressionante minhas habilidades, haha.
Mas é óbvio que você consegue pentear sozinha em casa. Eu é que sou um desastre mesmo.
ESCOVA E BABY LISS
Estava sempre de cabelo escovado ou com baby liss. Primeiro, porque GOSTO, porque me sinto bem com o cabelo arrumado, e porque acho que, pra minha profissão, é necessário. Mas também é uma maneira de deixar os cabelos mesclados, pra que fique ainda mais natural.
IMPRESSÕES
Estava simplesmente amando aquele volume todo. Não tenho NADA a reclamar do aplique. Como meu cabelo cresce muito rápido, com menos de 2 meses, já se fazia necessária a manutenção. Pois bem, chegou a hora e o medo bateu. Na manutenção, tira-se o aplique, pra depois subí-lo novamente pra raiz. E pensei: “PERA, MUITA CALMA NESSA HORA! O cabelo de baixo ainda é meu, e eu preciso cuidar dele também.” Lembrei que a Taciele Alcolea usava o hH também, e que por esse motivo, deixou muito de cuidar dos seus próprios fios.
Eu estava confiando muito no aplique. Cabelo sempre volumoso, cabelo sempre cheio, bonito, brilhoso. Mas e aí, como estava o meu cabelo, sem aquele volume extra? Será que tava quebrado? Será que tava menor? Será que tava ralinho?


Tcham, tcham, tcham, tcham…
A Hora de tirar chegou, e meu cabelo estava INTACTO. Foi um choque pra mim, apenas pelo volume. Meu cabelo caiu o normal. Como o de todo mundo cai, todo mês. Nada estava fora do comum. Mas a impressão que tinha é que estava careca. Sério, por estar acostumada com muito, quando retirei, parecia que não tinha nada. Isso acontece com todo mundo. Mas graças a Deus era só a impressão. O volume está normal, os fios estão inteiros, e continua brilhoso e saudável.
Perguntei ao meu namorado e a minha mãe, pessoas que me conhecem desde sempre, cada detalhe meu, e eles falaram que meu cabelo estava com volume igual ao de antes de colocar. Minha mãe nem percebeu que tirei, vocês acreditam? Todas as minhas amigas dizendo que meu cabelo estava gigante, e que realmente não tinha mais necessidade de colocar novamente.
Ter aplique não significa que você pode relaxar. Significa que você tem muito mais cabelo pra cuidar, pra zelar. E eu não quero simplesmente ser dependente de algo que não preciso, que não faz parte de mim. Isso eu, né? Minha necessidade não é extrema. Não tenho cabelos quebrados, ou pouco volume. Pelo contrário, considero-o bem saudável.
Coloquei o cabelo “postiço”por causa do comprimento. Sempre quis voltar a ter cabelo maior, e já achava meu cabelo bem volumoso. Mas cadê a paciência de esperar crescer? Nossa geração é muito imediatista. “Quero, e quero pra ontem”. Não quis esperar, e bufu, coloquei. Então, o real motivo não era pelo volume. Quando fizesse a manutenção, ficaria apenas com volume, não mais com comprimento maior, porque minhas madeixas naturais e a do aplique já estavam no mesmo tamanho.
E o que fazer pra isso não acontecer (caso você precise de volume e comprimento)? Quando for comprar, opte um cabelo de comprimento maior, de preferência, 40cm ou 50cm. Eu comprei um menor, e ainda cortei. Santa inteligência minha. Por isso, na primeira manutenção, eles se igualaram. E como a diferença seria mínima, e como não queria gastar mais dinheiro, resolvi tirar.
Foi por isso, meninas. Apenas por isso. Quero cuidar mais do meu cabelo, e não me confiar tanto no Hot Heads. Vai que eu viro a louca do ombré, e quero retocar sempre? E a gnte sabe que coloração acaba com o cabelo, e aí tenho certeza que ficaria com menos cabelo (meu), e a proporção seria desfavorável pra mim. Mais aplique, menos o meu. Sempre disse: Não quero ser dependente de salão, não quero ser escrava da beleza. Já sou escrava da maquiagem, agora ser escrava de aplique, também não né?
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Aconselho sim, a ter HotHeads. Não danifica, não estraga seus fios, não arranca seus cabelos na hora da manutenção. Mas pra isso tudo, você precisa de profissionais bons ao seu lado. Profissionais que saibam colocar e retirar perfeitamente. Por isso, a Vanessa Hiar é perfeita. Sempre cuidou do meu cabelo, sempre aconselhou, e com muita sinceridade e paciência pra pessoa aqui, que uma hora quer chanel, outra hora quer cabelo na bunda. (Quem mais se identifica?)
Loiras, principalmente, que fazem muitos procedimentos no cabelo, que retocam sempre as luzes, etc, aconselho-as demais a usar o aplique adesivo. Pessoas que tem pouco volume de cabelo, queda absurda… O HotHeads é ideal. Mas como eu, Victória, não tinha nenhum desses outros motivos, a não ser a falta do comprimento desejado , decidi que não preciso dele, temporariamente.
Vou fazer até um projeto pra tentar fazer meus fios crescerem mais rápido, e conto tudo pra vocês. Esse post foi feito com muita sinceridade, tá? Espero que gostem.
Quem quiser colocar HotHeads, aqui em Fortaleza, procure a Vanessa Hiar (@vanessahiar)
na Clínica Splendere: (85) 3244-4545.
Comente via facebook
Deixe seu comentário
Instagram @viihrocha